05/09/2012

A sacanagem da língua.

De um modo geral incluindo os enrustidos, duvido que alguém não curta uma sacanagem. Não importa os níveis de simpatia com a parada. Alguns arregalam os olhos e seguem discretos, mudos e surdos; outros também arregalam os olhos mas engolem um gostinho de curiosidade. Eu não tô falando de Nelson Rodrigues, embora ele seja o rei de paus da sacanagem. Pensei na discrepância entre um substantivo comum e um adjetivo. Uma coisa é gostar de sacanagem, outra coisa é ser sacana. Digamos que cada um de nos já é dotado de um percentual reativo de egoísmo (natural do ser, do eu). Na minha cabeça uma pessoa sacana gosta de fomentar o caos alheio, a grosso modo goza ao foder com outro(s): engraçado como a palavra se contorce numa questão de gênero; impossível não encorporá-la sem associar com sexo, palavras machistas ou sou eu metendo a linguagem sem vergonha?